FG ASSESSORIA

Após longa polêmica, Prefeitura faz repasse de R$ 10,5 mi a Santa Casa

O dinheiro foi conquistado pela bancada federal de Mato Grosso.

em 11/04/2018

Após longa polêmica, o prefeito Emanuel Pinheiro garantiu, ontem, a transferência dos R$ 10,5 milhões encaminhados pelo Ministério da Saúde (MS) para a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. Enquanto isso, o Ministério Público do Estado (MPE) informou que vai abrir inquérito para apurar se existe ou não irregularidade em uma portaria da Secretaria de Estado de Saúde, que alterou as regras referentes ao repasse de diárias das unidades tratamento intensivo (UTIs) aos hospitais filantrópicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em Mato Grosso.

“Ontem já assinamos o protocolo de intenções com a Santa Casa com o investimento que ela irá fazer com esses recursos da emenda parlamentar melhorando e investido na saúde pública na nossa capital. Então, esse recurso deve ser passado de hoje (ontem) para amanhã (hoje), no máximo para a Santa Casa. Com isso, cerca de R$ 10,5 milhões de emendas parlamentares federais serão investidos diretamente na melhoria e no avanço da saúde pública da nossa capital”, afirmou Pinheiro durante anúncio de criação de um novo parque municipal na cidade. 

O dinheiro foi conquistado pela bancada federal de Mato Grosso por meio de uma emenda de custeio. Por conta da demora no repasse e alegando déficit financeiro, a Santa Casa chegou a suspender o atendimento para novos pacientes em UTIs. Problema agravado por alterações em duas portarias da Secretaria Estadual de Saúde. Uma delas reduz o valor diário do pagamento dos leitos de R$ 1,5 mil para R$ 1,2 mil. Já outra, aumenta a periodicidade dos pagamentos de 30 para até 90 dias. A mudança também atinge outros filantrópicos como o Santa Helena e o Hospital Geral Universitário (HGU). 



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias