FG ASSESSORIA

Barcelona leva 3 da Roma e cai nas quartas de final da Uefa Champions League

Jogadores da Roma comemoram gol na Champions, e Messi lamenta

em 10/04/2018

Um jogo inesperado e um classificado inesperado.

Depois de o Barcelona ter goleado a Roma por 4 a 1 no jogo de ida das quartas de final da Uefa Champions League, esperava-se que o time catalão conseguiria administrar a vantagem tranquilamente na capital italiana, nesta terça-feira, para confirmar a passagem à semi. Nada disso aconteceu.

A Roma jogou de forma exemplar, precisa e eficiente para conseguir um 3 a 0, o que a classificou graças ao gol marcado fora de casa. Edin Dzeko, Daniele de Rossi, de pênalti, e Kostas Manolas foram às redes para decretar a virada surreal diante de um adversário totalmente envolvido e que praticamente nada fez nos 90 minutos.

Com o resultado, o Barça cai nas quartas de final pela terceira temporada seguida, sendo eliminado para Atlético de Madrid (2015-16) e Juventus (2016-17) na mesma fase. A equipe italiana, por sua vez, que não alcançava as quartas desde 2007-08, consegue, no mínimo, seu segundo melhor desempenho da história no principal torneio de clubes da Europa – foi vice-campeã em 1983-84.

Agora, as duas equipes voltarão as atenções para suas respectivas ligas nacionais. A Roma fará clássico com a Lazio no domingo, às 15h45 (de Brasília), no Estádio Olímpico. Um dia antes, o Barcelona receberá o Valencia no Camp Nou, às 11h15.

1º tempo: Roma abre o placar cedo e incomoda o Barcelona

A virada improvável tornou-se menos improvável logo aos 6min de bola rolando. De Rossi fez um ótimo lançamento longo, Dzeko se antecipou a Jordi Alba e Umtiti, dominou na área e só tirou de Ter Stegen. Foi o terceiro gol do atacante contra o Barça na Uefa Champions League, o adversário contra o qual mais marcou. Apenas Andriy Shevchenko (5), Juninho Pernambucano (4) e Thomas Müller (4) fizeram mais gols no torneio contra os catalães.

Quem imaginava que o time visitante iria controlar o jogo com a vantagem adquirida na ida, não foi bem isso o que ocorreu na capital italiana. Aos 29min, Schick assustou em cabeceio para fora. Dois minutos depois, o atacante voltou a levar perigo, mas não conseguiu a conclusão. Aos 36min, Dzeko exigiu boa defesa de Ter Stegen com ao desviar de cabeça um cruzamento de Florenzi.

2º tempo: Roma na semi

A virada improvável tornou-se ainda menos improvável aos 13min da etapa final. Dzeko recebeu com liberdade na área e foi derrubado por Piqué. O árbitro francês Clement Turpin hesitou no começo, mas acabou marcando a penalidade, que foi convertida por De Rossi. Faltava um gol para a Roma ficar em situação de classificação.

Animado, o time de Eusebio di Francesco quase fez o terceiro aos 24min, com De Rossi cabeceando perto do alvo. Enquanto isso, os catalães eram inofensivos.

A virada improvável se desenhava. E se concretizou aos 37min. Under cobrou escanteio da direita, Manolas se antecipou a Semedo no primeiro pau e desviou para o fundo da rede, levando o Estádio Olímpico à loucura, que teve Francesco Totti como espectador.

A Roma está na semifinal da Champions. E com direito a uma de suas maiores vitórias na história.

*ESPN



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias