Conselho de Saúde do Estado reclama que o Governo vem excluindo a entidade

Decisões importantes foram feitas sem consulta.

em 12/09/2017

O Conselho Estadual de Saúde de Mato Grosso (CES/MT), reclama que o Governo vem excluindo a entidade, pois, decisões importantes estão sendo tomadas sem consulta. Segundo o vice-presidente do Conselho, José Alves Martins, essa atitude tem gerado um certo conflito entre a entidade e o Governo. "Alguns conselheiros denominam esse ato como 'patrolamento', mas o que vem acontecendo é que algumas deliberações desse pleno  foram decididas sem a nossa consulta", argumenta o vice do Conselho.

O CES-MT é composto por 30 conselheiros titulares e 30 suplentes, e tem o objetivo de acompanhar e avaliar a execução das ações da saúde, aos conselheiros cabe ainda, formular prioridades da política do Sistema Único de Saúde (SUS) em conjunto com a equipe de saúde da gestão governamental. O Conselho de Saúde é a principal ferramenta de Controle do SUS e deve refletir os anseios da sociedade, possibilitando um controle efetivo das ações de saúde realizadas pelos gestores. Cabe à Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), proporcionar ao CES/MT condições para o seu pleno funcionamento, através de suporte técnico, administrativo, recursos humanos e de financiamento

Ouça a reportagem completa de Camila Piacenti:

Áudio

Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias