Ex-secretário Paulo Taques deixa Centro de Custódia após 7 dias preso

em 11/08/2017

O advogado Paulo Taques acaba de deixar o Centro de Cuiabá de Cuiabá (CCC), onde estava preso há sete dias por participação em grampos telefônicos ilegais. A decisão pela soltura é do ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça, que acolheu o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-secretário da Casa Civil de Mato Grosso. O alvará de soltura foi assinado nesta sexta-feira (11), por volta das 14h30, ou seja quase 20 horas depois da determinação do STJ. Às 14h40,  o advogado de defesa de Paulo Taques, Rodrigo Leite, chegou ao CCC com uma sacola, levando sapatos e um terno para o ex-secretário.

Ao sair do CCC, Paulo Taques informou que deve dar uma entrevista coletiva à imprensa na próxima semana. O ex-secretário não respondeu as perguntas feitas pelos jornalistas. A decisão pela soltura foi assinada pelo ministro do STJ na noite de quinta-feira (10), porém o telegrama com a ordem chegou ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso no final da manhã de hoje, para que a desembargadora Antônia Siqueira, que está despachando durante o feriado jurídico, em comemoração ao dia do advogado.

O jurista foi preso em sua casa, na sexta-feira passada (04), e de lá foi levado para a Polinter, sob cuidados de um delegado e policiais civis. O decreto de prisão preventiva foi assinado pelo desembargador Orlando Perri, responsável pelos processos que envolvem os casos de interceptações telefônicas ilegais.

Por: JESSICA BACHEGA | HIPERNOTÍCIAS


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias