'Fracasso pode acontecer, eu não estou imune a ele', diz Anitta sobre carreira internacional

está investindo pesado em sua carreira fora do Brasil

em 13/11/2017

Não é novidade que, além de cantora e produtora de suas músicas, Anitta é sua própria empresária. E está investindo pesado em sua carreira fora do Brasil. "Decidi tomar conta dos meus próprios passos. O que acontece na minha carreira é resultado de amor e dedicação. Sempre vou fazer algo em que acredito e não o que alguém mandou e não tem a ver comigo", disse a cantora em entrevista à revista "Quem". 

"Sou eu quem dou os comandos", afirma a cantora que também é capa da edição comemorativa de 17 anos da publicação.

E os planos de Anitta estão dando certo. A carreira internacional decolou em 2017 com os lançamentos de "Paradinha" (em espanhol), "Will I See You" com o americano Poo Bear e "Is That For Me", gravado na Amazônia com o DJ sueco Alesso. A popstar já foi, inclusive, tietada pelo músico John Mayer.

Anitta ainda segue firme com o seu projeto "CheckMate", lançado em agosto com a promessa de lançar um clipe por mês até o fim do ano.

O penúltimo lançamento será "Downtown", outra aposta internacional. Ao que tudo indica, o último será "Vai Malandra", gravado no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro. 

No entanto, ela diz não se sentir pressionada pelo sucesso no exterior. "Fico muito feliz em ver a torcida das pessoas pra que isso aconteça, mas tento não me sentir pressionada e informar ao público que essa não é uma tarefa fácil. Fracasso pode acontecer, eu não estou imune a ele."

"Quando eu lembro de todas as barreiras que tive que enfrentar para abrir as portas, acabo me sentindo mais orgulhosa ainda, procurando forças para conseguir mais coisas", diz Anitta.

A cantora não esconde as dificuldades do começo de carreira e disse que já foi "sacaneada por muita gente". 


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias