Capital

'Me sinto um lixo', diz Naldo

Em entrevista exclusiva, cantor diz que vai procurar terapia para trabalhar ciúme excessivo

em 07/12/2017

Na noite de quarta-feira, Naldo recebeu este colunista em sua casa, na zona oeste do Rio. Muito emocionado, o cantor falou sobre a separação de Ellen Cardoso, a Moranguinho; a arma que a polícia encontrou em sua casa; e afirma que vai começar a fazer terapia para controlar suas crises de ciúme.


"Ellen é a mulher que eu amo, a mulher que escolhi para viver o resto da minha vida. Mas eu vou lutar pela minha família. Vou procurar uma terapia para trabalhar o meu ciúme". Naldo diz que houve agressões mútuas: "Nós dois nos agredimos. Não foi nada tão grave porque eu estava muito mais aborrecido com o telefone dela e acabei quebrando o aparelho", contou. Já sobre a arma encontrada em sua casa pela polícia, o cantor garante ter adquirido depois que sua residência foi assaltada. "Houve um assalto aqui há uns anos. As pessoas que trabalhavam comigo na época acharam melhor eu ter uma arma. Mas eu nem sabia onde ela estava. Isso a Ellen fala no depoimento dela. Foi ela que disse onde estava a arma".

Durante a conversa, Naldo diz estar arrependido: "Pra mim, o casamento não acabou, mas a Ellen está muito magoada". O cantor assume que era muito ciumento no início do namoro. "Eu tive muito ciúme no começo do meu relacionamento com ela, mas já havia um bom tempo que a gente não brigava. Eu quero pedir perdão a ela. Não tenho vergonha de falar que eu amo a minha mulher. Me sinto um lixo. Tenho vergonha de mim. Parece que eu não mereço a chance de viver".


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias