MP emite parecer pela cassação de Lucimar por compra de votos

em 11/08/2017

O Ministério Público Eleitoral emitiu um parecer para o prosseguimento da ação que investiga uma suposta compra de votos praticados pela prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre Campos (DEM), pelo seu vice José Hazama (PRTB), e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Chico Curvo (PSD), nas eleições de 2016. Caso a denúncia seja considerada procedente pela Justiça, os acusados correm risco de perder mandatos.

De acordo com o parecer do promotor Luciano Freiria, os acusados teriam afirmado aos moradores de Várzea Grande que resolveriam o problema da falta de água e em “razão disso precisava que os eleitores votassem em Lucimar e Chico Curvo para continuar com o fornecimento ideal de água”.

Em nota encaminhada à imprensa, a assessoria jurídica da prefeita negou as acusações e garantiu que a vitória da democrata foi “transparente, legítima, legal e verdadeira, sendo que as contas da referida campanha eleitoral foram aprovadas sem ressalvas”.

Ouça a reportagem de Dalila Rodrigues:

Áudio

Tags

Deixe seu comentário!

teste

Mais Notícias