Municípios de MT decretam toque de recolher

Já são pelo menos oito cidades onde a população está proibida de sair de casa a partir das 20h.

em 25/03/2020

Por Repórter MT

Municípios mato-grossenses decretam toque de recolher para evitar a propagação do coronavírus. Levantamento feito mostra que já são pelo menos oito cidades onde a população está proibida de sair de casa a partir das 20h, a não ser em caso de urgência e emergência.

Um dos primeiros a decretar o toque de recolher foi o município de Nova Monte Verde que, nesta terça-feira (24), confirmou seu primeiro caso de coronavírus. A paciente, uma mulher de 32 anos, teve contaminação comunitária, ou seja, não sabe onde foi infectada. Desde que o caso surgiu como suspeito, no domingo, a prefeita Beatriz de Fátima Sueck Lemes, já baixou o decreto determinando o toque de recolher  das 20h às 4h do dia seguinte. “O descumprimento do disposto no Decreto, sujeita o transgressor à cassação do alvará de localização e funcionamento do estabelecimento, eventuais licenças expedidas pelo Poder Público Municipal, além de responsabilização civil e criminal de acordo com a lei”, diz o decreto.


Reprodução

Os demais municípios que decretaram o toque de recolher têm apenas casos suspeitos.

Em Novo Horizonte do Norte, desde terça-feira (24), os moradores estão proibidos de circular no perímetro urbano das 20h às 4h. A determinação não se aplica às Forças de Segurança, profissionais de saúde em serviço, integrantes do gabinete de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) e profissionais na realização de atendimento em domicílio.

Em Alta Floresta, o toque de recolher começou na segunda-feira e também vale das 20h às 4h.

Prefeito de Diamantino, Eduardo Capistrano (PDT) também já impôs o toque de recolher das 20h às 5h do dia seguinte “ficando terminantemente proibida a circulação de pessoas, exceto em caráter excepcional e inadiável e diante de comprovação da necessidade ou urgência”.

Para o serviço de entrega (delivery) em Diamantino, o toque de recolher será das 22h às 5h do dia seguinte.

“As medidas restritivas são cada vez mais necessárias ante o quadro de evolução dos números de casos confirmados no Brasil e no Estado de Mato Grosso (cinco em Cuiabá e um em Várzea Grande). Além dos cuidados de higiene como lavar as mãos, permanecer em casa, evitar aglomerações e circulação nas ruas. Precisamos fazer um trabalho conjunto com a sociedade para enfrentar esta situação. Estamos confiantes de que, se todos fizerem a sua parte, será possível minimizar os impactos causados pela doença”, declarou o prefeito.

Em Itiquira, a circulação de pessoas nas ruas e o funcionamento de comércios estão proibidos das 20h às 4h.

Porto dos Gaúchos tem toque de recolher em vigor desde ontem. Além do período urbano, a proibição de circulação vale para as comunidades da São João e do Novo Paraná, por tempo indeterminado. O toque de recolher é das 20h às 4h.

Em Brasnorte, a proibição de circulação é das 20h às 5h.

Marcelândia não proibiu, mas recomendou a toda a população a ficar em casa das 20h até 5h do dia seguinte.



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias