Neymar em xeque, Mbappé nervoso e técnico perdido

jornal relata tensão nos bastidores do PSG

em 25/02/2020

ESPN

Neymar reclama após ser expulso durante jogo entre PSG e Bordeaux

© EFE Neymar reclama após ser expulso durante jogo entre PSG e Bordeaux

PSG se prepara para, em duas semanas, tentar reverter a derrota por 2 a 1 para o Borussia Dortmund e manter vivo o grande objetivo de ser enfim campeão da Champions League. Para isso, porém, mais do que a derrota da ida, o time terá que superar seus bastidores sempre conturbados.

O jornal “Le Parisien”, de Paris, traça nesta quarta-feira detalhes da tensão que cerca o clube. Do nervosismo de Kylian Mbappé à postura do técnico Thomas Tuchel e passando, claro, por Neymar.

Em relação ao astro francês, o jornal cita recentes episódios público de revolta demonstrados pelo astro. No mais recente deles, uma explosão contra Edinson Cavani por uma bola que não lhe foi passada na vitória por 4 a 3 sobre o Bordeaux no último final de semana.

No mesmo jogo, torcedores do PSG cobraram os astros do time, por mais vontade, contra o “medo de vencer”, em referência a um termo que foi usado pelo próprio Tuchel depois da derrota em Dortmund. Mbappé usou suas redes sociais para rebater os fãs e questionou a frase.

Fora isso, ele já havia sido flagrado recentemente discutindo à beira do campo com Tuchel depois de ter sido substituído em uma goleada do PSG no Campeonato Francês.

O próprio técnico também é citado pelo “Le Parisien”, que o descreve como “perdido” no momento atual. A publicação justifica citando a forma pouco convincente com que Tuchel reagiu ao falar sobre os problemas defensivos de seu time, a expulsão de Neymar contra o Bordeaux, a polêmica festa de aniversário de Cavani, Di Maria e Icardi, tudo em um momento de alta pressão.

Para o comentarista, brasileiro quer só ganhar dinheiro e não se tornar referência de uma torcida

© Fornecido por ESPN Para o comentarista, brasileiro quer só ganhar dinheiro e não se tornar referência de uma torcida

Já em relação a Neymar, o questionamento é justamente por seu cartão vermelho. Depois de questionar publicamente a decisão do clube de preservá-lo às vésperas do jogo de ida da Champions, cobrando mais ritmo de jogo, acabou expulso no fim de semana e está suspenso.

Para piorar, nesta quarta-feira, a Federação Francesa anuncia qual será a punição do brasileiro, que pode ir além de um jogo de suspensão automática, o que poderia até afastá-lo até o jogo de volta da Champions.

Apesar de todos os problemas internos, o jornal de Paris destaca que o clima entre o elenco é bom, com os jogadores mostrando união. A questão é: será que Tuchel compartilha do mesmo ambiente?



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias