Moinho

Pai de ex-jogador do Flamengo é preso por estelionato em MT

Foi preso na última quarta-feira (14).

em 15/02/2018

Foi preso na última quarta-feira (14), o empresário do ramo de construção civil Cleomar Araújo Mota, 57, na cidade de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), utilizando documentação falsa, inclusive em contratos com instituições públicas e privadas. Cleomar é pai de Michel Lorran, ex-jogador do Flamengo, que atualmente joga no Al Tadhamon, clube dos emirados árabes.

A prisão foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), sob coordenação do delegado Joaquim Leitão Junior, e apoio da Delegacia Regional de Barra do Garças. As investigações apuram constância no crime de uso de documento falso – delito pelo qual foi preso em flagrante – e suspeita de falsidade em contratos com instituições públicas e privadas.

Quando foi abordado pelos policiais civis, o investigado estava saindo de uma agência bancária, em posse de documentos em nome de terceiro (Aroldo Gomes Siqueira), tentando fazer renovação cadastral. Checagem junto ao Instituto de Identificação de Goiânia apontou inexistência de Registro Geral naquele órgão, suscitando assim a falsidade do documento.

Cleomar possuía outros documentos como Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), título de eleitor, procuração, comprovante de imposto de renda e contrato social, todos em nome de Aroldo. Em depoimento, ele declarou que tentava renovar cadastro bancário em nome dessa pessoa, mas que não sabia o paradeiro dela há pelo menos 04 anos. Em contratos de sua empresa, “Aroldo” figura como sócio de Cleomar.

No entanto, de acordo com o delegado Joaquim Leitão Junior, os indícios apontam para a inexistência dos dados reais do nome apresentado por Cleomar. “As investigações demonstram a possibilidade de o suspeito ter criado uma pessoa física fictícia (Aroldo) e nos últimos anos ter utilizado esse nome irreal em diversas ocasiões, incluindo em contratos públicos envolvendo prefeituras, com provável objetivo de se esquivar de possíveis processos e/ou cobranças judiciais”.

O empresário passará por uma audiência de custódia nesta quinta-feira (15), pelo flagrante por uso de documento falso.

Por: Gazeta Digital



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias