Retomada de CPI da Paletó é marcada por discussão entre Abílio e Toninho; 'você é pau mandado do prefeito'

VEJA VÍDEO.

em 14/02/2020

Gustavo Castro
Redação

Os ânimos seguem exaltados na Casa de Leis, em Cuiabá. Isso porque a retomada da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que investiga a "suposta" quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), gravado recebendo maços de dinheiro de propina e colocando no paletó na época em que era deputado federal, teve muita confusão e bate-boca entre os parlamentares. Inclusive, por pouco os vereadores Toninho de Souza (PSD) e Abílio Jr (PSC) chegaram as vias de fato.

Segundo depoimentos, a discussão generelizada teve início quando o vereador Sargento Joelson, do mesmo partido que Abílio, membro da CPI e da base de Emanuel, propôs que as reuniões da comissão sejam realizadas de forma secreta, sem a presença da imprensa. Abílio logo discordou e se manifestou dizendo que isso é 'uma vergonha' e acusou o parlamentar de ser 'pau-mandado' do prefeito.

"Isso é uma vergonha. O requerimento terá que ser votado e ali tem outro pau-mandado do prefeito”, disse Abílio exaltado, em um vídeo que circula nas redes sociais. 

Sargento Joelson, por sua vez, afirmou que os vereadores de oposição – especialmente Abílio – querem transformar a CPI em “palhaçada”.

“Os 25 vereadores podem participar das reuniões. Mas se você quer fazer live, isso não vai ter. Enquanto eu estiver aqui não”, disparou.

O requerimento apresentado pelo relator ainda será apreciado pela CPI.

Após a reunião, o clima continuou pesado. 

Durante uma entrevista do vereador Toninho de Souza a uma emissora local, o vereador continuou alfinetando o parlamentar e o chamou de 'pau-mandado do prefeito'. (Confira o vídeo no final da publicação).

“Põe uma melancia na cabeça, seu otário”, rebateu Toninho, que ainda chamou o colega de “ex-vereador”. Ainda, Toninho quase saiu no tapa com Abílio, mas ambos foram contidos pelos seguranças da Câmara. Após o episódio, Toninho de Souza preferiu se retirar do local.

Vale lembrar que Abílio pode ter seu mandato de vereador cassado em breve pela Câmara. Na última terça-feira (11), por unanimidade, a Comissão de Ética, comandado por Toninho de Souza, aprovou parecer que pede a cassação de Abílio. Em outubro de 2019, Oseás Machado, suplente de Abílio e que atualmente responde pela diretoria do Hospital São Benedito, representou junto à Câmara a abertura do processo, alegando que o vereador cometeu quebra de decoro parlamentar por diversas vezes. Caso seja realmente cassado, o que provavelmente vai acontecer, Oséas assume a vaga deixada por Abílio, que, por sua vez, fica inelegível por 8 anos.

Confira o momento da discussão entre Toninho de Souza e Abílio Júnior:

 



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias