Segredo: Renault Captur poderá ganhar inédito irmão em 2019

O Captur vendido no Brasil, vale lembrar, é ligeiramente diferente do europeu

em 05/10/2017

Lançado mundialmente em 2013 e desde estão posicionado como líder de mercado na Europa (foram 112 mil unidades emplacadas só na primeira metade desse ano), o Captur não será o único SUV de porte compacto a compor o portfólio da Renault. Conforme relata a agência de noticias Automotive News, a gigante francesa planeja para 2019 o lançamento de um modelo inédito, a ser posicionado junto ao crossover atual. Detalhes sobre o projeto ainda são limitados, mas tudo indica que a produção será tocada na fábrica de Valladolid, na Espanha, ao lado do próprio Captur - e onde a marca prometeu investir 600 milhões de euros para fazer um misterioso novo modelo.

Questionado, o diretor da unidade fabril, Rafael Vazquez, comentou superficialmente sobre a novidade, garantindo apenas que ela "estará no mesmo segmento do Captur - um B-SUV". Tudo leva a crer que será um modelo ligeiramente maior que o atual, provavelmente chamado "Grand Captur". Basicamente, a ideia seria seguir a estratégia adotada com a minivan Scénic (que tem variantes de tamanhos diferentes) e fazer frente, por exemplo, à Opel com seus SUVs de tamanho parecido Mokka X e Crossland X. Logo acima estaria posicionado o Kadjar e, no topo da gama, o Koleos.


Ampliar o leque de opções (ainda que no limite da sobreposição, dependendo do caso) parece soar como uma estratégia interessante, dado o apetite cada vez mais voraz do mercado por SUVs dos mais variados tamanhos. Na Europa, este segmento já soma vendas anuais na casa do 1 milhão de exemplares e o grupo Renault-Nissan já leva vantagem não só com o Captur, mas também com o Qashqai. Seria, na prática, mais um jogador para reforçar o time contra rivais recém-apresentados como Hyundai Kona, Kia Stonic, Seat Arona e Citroën C3 Aircross.
O Captur vendido no Brasil, vale lembrar, é ligeiramente diferente do europeu em termos de design e mecânica. Além de motores próprios, o nosso usa a plataforma do Duster como base e, por conta disso, leva considerável vantagem em termos de comprimento na comparação com o irmão derivado do Clio IV.
*Carplace


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias