Servidores do sistema penitenciário de Mato Grosso decidiram não deflagrar greve

Decisão foi tomada durante assembleia geral nesta terça.

em 13/09/2017

A decisão foi tomada durante assembleia geral ontem, a categoria, no entanto deve permanecer em estado de greve. Os agentes devem aguardar mais uma vez os andamentos das pautas.  Entre as pautas de reivindicações estão jornada voluntária e a aquisição de materiais bélicos. O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen) alega que além da não implantação da jornada voluntária, a administração não entregou o fardamento dos servidores e desde 15 de janeiro tem barrado suas progressões. 

A proposta é de que até dezembro o fardamento e materiais bélicos já vão estar disponíveis para os servidores. Um acordo entre categoria e governo de que as progressões que desde janeiro estavam paralisadas vão ser publicadas também motivaram a não deflagração da greve. “Dentro de 15 dias será realizada uma nova assembleia, caso o acordo não for cumprido então a greve será inevitável, pois os servidores estão a mais de oito meses esperando a mudança de classe”, confirma a assessoria do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso.

Por: Aline Almeida | Diário de Cuiabá


Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias