FG ASSESSORIA

Trincheira será interditada diariamente para o trânsito até o dia 17 de março

A inauguração da trincheira está prevista para abril de 2018.

em 09/03/2018

A Trincheira Lenine de Campos Póvoas, na Avenida Miguel Sutil, região do bairro Santa Rosa, em Cuiabá, será interditada diariamente até o dia 17 de março para retirada de escoras utilizadas nos trabalhos na parte interna da estrutura. As interrupções ocorrerão na parte da manhã das 9 horas às 10h30 e no período da tarde o fechamento inicia às 13h30, prosseguindo até 16h30.

Os serviços integram a fase de conclusão da obra sob responsabilidade da empresa Concremax Concreto Engenharia e Saneamento. O custo dos trabalhos ao Governo de Mato Grosso, via Secretaria de Estado das Cidades (Secid-MT), é de R$ 4,99 milhões. A inauguração da trincheira está prevista para abril de 2018.

Nesta etapa final, iniciada em outubro de 2017, estão inclusos no projeto a finalização das travessias de pedestre com acessibilidade, retirada de infiltrações das paredes (cortinas) da trincheira, reestruturação do pavimento (asfalto), paisagismo, calçadas, piso tátil, além das sinalizações vertical e horizontal. “É uma determinação do governador Pedro Taques a conclusão desta obra, mas sem deixar de lado a qualidade. Nossa fiscalização nos trabalhos é diária e a obra está sendo tocada por uma empresa séria que também preza por executar trabalhos de alto nível”, explicou o secretário de Estado das Cidades, Wilson Santos, durante visita ao local.

A trincheira em questão possui 520 metros de extensão, entre a rotatória do Centro de Eventos do Pantanal até a proximidade da Procuradoria Fiscal do município. Pelo local trafegam entre 13 e 15 mil veículos em horário de pico. O titular da Secid-MT lembrou que a obra é extremamente importante para mobilidade na região e pediu calma aos motoristas no atual momento de intervenções no trânsito.

Todo trabalho de interrupção do tráfego no local é realizado com apoio da Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob). O valor total da obra hoje, com aditivos, é de R$ 23,53 milhões.

*Ivana Maranhão | Secid-MT 



Tags

Deixe seu comentário!


Mais Notícias