O vídeo de quase cinco minutos de duração foi compartilhado no Instagram pela prima da adolescente

2 meses após tragédia, família de Isabele posta vídeo e cobra justiça

Por Ariana Martins

Dois meses após a tragédia que vitimou a adolescente Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, morta pela amiga da mesma idade com um tiro na cabeça no dia 12 de julho, a família publicou um vídeo em homenagem a garota.

O crime aconteceu no condomínio Aplhaville. em Cuiabá.


Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, morta com um tiro no rosto / Foto: Instagram/Reprodução

O vídeo com duração de quase 5 minutos, foi compartilhado no Instagram pela prima da adolescente, Lara Santiago, e possui quase 15 mil visualizações.

Na publicação, a prima cita o pesadelo que todos enfrentam desde a morte de Isabele e cobra justiça.

“Hoje completa dois meses que a vida da Bele foi violentamente interrompida. Desde a hora que ela se foi, tudo para a minha família virou melancolia, indignação e tristeza. O silêncio tem invadido nossas horas e a nostalgia abraça nossos pensamentos com uma força atroz”, diz trecho.

Lara diz que está inconformada com a forma que Isabele foi assassinada pela amiga.

“Talvez estivéssemos mais conformados se pelo menos soubéssemos, por qual motivo ela foi morta tão estupidamente. Talvez estivéssemos vivendo o luto em paz se a realidade nos mostrasse todos os envolvidos pagando por tudo que fizeram com ela”.

A jovem ainda relata o pesadelo enfrentado pela família, bem como a espera por justiça.

“Há dois meses estamos vivendo um pesadelo e clamamos por justiça. Há dois meses recolhemos nossos cacos e vestimos uma armadura para lutarmos por ela. Há dois meses uma mãe chora por ter seu coração destroçado. Há dois meses nossas vidas mudaram para sempre. Há dois meses não ouvimos mais a risada gostosa dela, não temos suas músicas tocando pela casa, não mais dividimos o prazer de compartilhar suas experiências da adolescência”, escreveu.

Por fim, Lara diz que a prima "era uma menina de luz, doce, amiga, bondosa, tão inteligente".

VEJA O VÍDEO AQUI.

 

 

Leia também

Deixe seu comentário!