O candidato à Prefeitura de Cuiabá disse ainda que LAC, na verdade, é indeciso e 'não sabe o que quer'.

Aécio: 'Essa saída dele [LAC] me fortaleceu ainda mais'

Gustavo Castro
Da Redação


O candidato ao prefeito de Cuiabá pelo PSL, Aécio Rodrigues, em entrevista à Capital FM nesta quarta-feira (28), teceu duras críticas ao seu ex-vice-prefeito, Professor LAC (PRTB), que, na semana passada, renunciou ao cargo para compor a chapa do também candidato ao legislativo municipal, Abílio Jr (PODE). Nos corredores, diz-se que LAC renunciou porque estaria de olho num suposto cargo de secretário de Educação que Abílio teria oferecido a ele, caso seja eleito. Ambos negam os boatos.


Aécio Rodrigues (PSL) / Foto: Capital Notícia

De acordo com o candidato pesselista, o discurso de que LAC e outros vereadores que também abandonaram a chapa param se unir a Abílio estariam insatisfeitos com o partido, não procede, uma vez que todos teriam liberdade para se posicionar. Segundo ele, após a saída do seu ex-vice, o partido e a chapa composta pelos candidatos a vereadores restantes, estão muito mais unidas.

"Insatisfação hoje em dia dos nossos vereadores, não têm. Nosso grupo está unido, bem unido. Depois da saída [do LAC], a gente está muito mais forte junto com todos os vereadores, todo mundo está bem animado. Se a gente for para ver de partido, tem muitas pessoas que não queriam estar com Abílio, e cito diversas pessoas dentro do Cidadania, pessoas do Podemos também. Isso foi questionado, foi falado que se tivesse alguma pessoa insatisfeita era só falar, e realmente não tem. Tem um candidato só que não está interagindo com o grupo, e a gente sabe muito bem que é", disse, sem citar nomes.

Aécio disse ainda que LAC, na verdade, é indeciso e "não sabe o que quer", uma vez que, antes de decidir se unir a Abílio, já passou pelas chapas de Gisela, do próprio Abílio, Felipe Wellaton e ele. Disse também que está desapontado e decepcionado com LAC, e disparou que ele é uma pessoa que não fará falta no grupo.

"É lamentável a atitude. Eu acho que ele não decidiu ainda o que ele realmente quer. Ele era vice-prefeito da Gisela, depois se tornou vice-prefeito do Abílio, depois do Wellaton, depois decidiu ser candidato a prefeito, depois ele resolveu vir ser meu vice e agora está lá no Abílio. Eu acho que as pessoas têm que ter uma decisão. Pra mim foi uma decepção muito grande, mas não vou entrar em atrito. Ontem ele deu uma resposta, mas, claro, tem todo o direito. Só que tem várias mentiras ali dentro que eu não vou me estender nessa briga, pois não vale a pena. É uma pessoa que não vai fazer falta no nosso grupo, que não tem nenhuma experiência política pra estar 'tocando' com a gente. Eu desejo boa sorte no projeto dele com o Abílio. Realmente, segundo ele, o PRTB vai estar na chapa junto com o Abílio", comentou o candidato a prefeito da Capital.

O empresário acusou LAC de não estar engajado e envolvido na campanha, afirmando que enquanto ele estava disponível e correndo atrás de tudo, o seu ex-vice-prefeito estaria somente sentado no escritório reclamando e contou que pelas atitudes do professor, já esperava que ele mudaria de chapa praticamente às vésperas da eleição.

"Eu vi em vídeo que ele não sabia nem valor de santinho. Agora, eu te pergunto: 'será que essa pessoa realmente estava engajada na campanha? ' Eu não, eu faço financeiro, faço rua, contrato equipe... eu quem estou fazendo a minha campanha. Não tenho uma coordenação gigante, e ele bem sabe disso. Ficar sentado numa mesa de escritório reclamando é fácil, quero ver agir. Ele vai à feira e ficar 15 minutos, como acontecia, eu não vejo que esta pessoa estava engajada, realmente. Então, com certeza já estava pronto para fazer esse tipo de composição política", acrescentou.

Já em relação à chapa contrária, que teria feito o convite a LAC, Aécio afirmou que foi uma apunhalada nas costas e disparou que foi tudo feito com a intenção de que ele renunciasse ao cargo, mas sustentou que isso não vai acontecer. Segundo ele, um dos motivos dessa renúncia do Professor para ir para a chapa de Abílio é o fato de ele estar crescendo nas intenções de voto, ao passo que seu adversário está caindo.

"Pela chapa contrária, eu sinto que fui apunhalado. Fazer isso nessa altura de campeonato é prejudicial. Não é prejudicial do sentido de fazer falta, porque não vai fazer falta, mas, sim, todo o trabalho que eu vou ter que refazer. A gente tem que refazer programa de TV, tem que jogar fora materiais. A chapa contrária fez isso querendo uma renúncia nossa, só que não vamos renunciar", argumentou.

Aécio foi o penúltimo candidato à Prefeitura de Cuiabá entrevistado pela Capital FM. Até amanhã (29), a emissora de rádio entrevistará todos os postulantes ao cargo e, posteriormente, os candidatos à Prefeitura de Várzea Grande. O atual prefeito da capital e candidato à reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB), também foi convidado e, por sorteio, seria o primeiro entrevistado, mas, por meio de sua assessoria, informou que não participaria da entrevista.

Leia também

Deixe seu comentário!