Bandidos envolvidos em assalto a banco entram em confronto com Bope; quatro morrem

A troca de tiros teria acontecido em uma região de mata próximo à cidade

Bandidos do estilo ‘Novo Cangaço’ que assaltaram dois bancos em Nova Bandeirantes (distante a 1.010 km de Cuiabá) entraram em confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope) na tarde desta quinta-feira (10.06). Uma mega-operação, que conta com 120 policiais foi criada e 'fechou o cerco' na mata para onde os bandidos fugiram após o assalto, a fim de encontrar o bando. Conforme informações preliminares, quatro criminosos acabaram morrendo durante o confronto, que ainda está em andamento.

A troca de tiros teria acontecido em uma região de mata próximo à cidade e, por isso, ainda há poucas informações sobre o fato.

As informações apontam que vários indivíduos ofereceram resistência à prisão contra Policiais do Bope que atuavam na operação de busca e apreensão aos assaltantes. Os policiais reagiram imediatamente. Após o confronto, quatro indivíduos foram socorridos, mas ainda não foram identificados. Os quatro tiveram o óbito confirmado pela equipe médica.

O Comando-Geral da Polícia Militar emitiu nota explicando que está tentando contato com os policiais. Contudo, eles estão em uma região de mata, onde não há sinal de telefonia. 

Relembre o caso

Armados, inclusive com fuzis, os criminosos ‘tocaram o terror’ após invadirem duas agências bancárias no município de Nova Bandeirantes (1.010 km de Cuiabá), na última sexta-feira (04.06). Durante a fuga, eles usaram pessoas como reféns e duas Hillux. De acordo com a PM, eles teriam levado cerca de R$ 900 mil.

Moradores relataram tiros e compartilharam vídeos e fotos que mostram a ação dos assaltantes.

Policiais da região tentaram negociação, mas, sem sucesso. Uma equipe do Bope se deslocou até o município para ajudar na ocorrência. Eles recebem apoio de uma aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). O assalto é muito parecido com o estilo 'Novo Cangaço'.

Não há informações se há moradores feridos, bem como valores roubados durante o assalto.

De acordo com informações da PM, os criminosos fugiram levando os reféns sentido ao Distrito de Japuranã. Pelo caminho, como tentativa de despistar e dificultar o trabalho dos militares, eles queimaram pontes. Polícia investiga a rota da fuga, uma vez que o município faz divisa com Amazonas, Rondônia e Pará.

Em nota, a agência Sicoob afirmou que está colaborando com as autoridades, a fim de solucionar o caso e que suspendeu o atendimento presencial na cooperativa. Na nota, não foi informado o valor levado no roubo.

Mais informações em instantes

Leia também

Deixe seu comentário!