Candidato Gilberto Lopes (PSOL) colocou um paletó na tribuna destinada a Emanuel, como forma de protesto pelo não comparecimento.

Candidatos 'condenam' fuga de Emanuel Pinheiro ao debate

Por Thalyta Amaral

A fuga do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), ao debate da TV Vila Real nesta quinta-feira (15), foi "condenada" pelos 7 candidatos que compareceram para expor suas ideias. Ainda no primeiro bloco do debate, Gilberto Lopes (PSOL) colocou um paletó na tribuna destinada a Emanuel, como forma de protesto pelo não comparecimento.

A alegação do prefeito que está evitando aglomerações causou estranheza aos seus concorrentes. Isso porque nesta semana ele liberou eventos com até 300 pessoas, desde que mantidas as medidas de biossegurança.


Reprodução - Foto: João Vieira

Primeiro colocado na pesquisa do Gazeta Dados, o vereador Abílio Júnior classificou como covarde a atitude de Pinheiro de fugir do debate. "O covarde amarelou. Passou mal quando pegou a Gazeta hoje de manhã r viu que a gente está em primeiro. eu fico contente, assim dá mais espaço".

Única mulher na disputa pelo Palácio Alencastro, Gisela Simona também lamentou o espaço vazio deixado pelo prefeito no momento para apresentação de propostas para os eleitores.

"Infelizmente vejam que isso foge do contexto democrático que queremos, exatamente para que o eleitor saiba a verdade da atual gestão e saiba a verdade para a próxima gestão de Cuiabá, o próximo mandato. E nesse sentido lamentamos, porque fugir do debate é fugir do espaço democrático que temos, que é oportunizar ao eleitor conhecer melhor seus adversários", afirmou a candidata.

O petista Julier Sebastião relembrou o escândalo do paletó, do mensalinho pago por Silval Barbosa (sem partido) para os deputados estaduais para não fiscalizar o governo.

“É um prejuízo para a cidade, sem duvida nenhuma. Um prefeito que vai à reeleição, que é flagrado num vídeo colocando dinheiro no paletó, no mínimo deveria dar uma explicação. Nunca deu até hoje, nem para Câmara, nem para o Judiciário e nem pro Ministério Público. Ele está ai, leve livre e solto, sambando na cara dos cuiabanos. Não vai debater nada, isso é uma fuga terrível. Como diriam os cuiabanos ‘amarelou’”, alegou Julier.

Também criticou a postura do prefeito o candidato Roberto França (Patriota), que concordou com seus concorrentes ao afirmar que Emanuel Pinheiro “amarelou” e não participou do debate por medo dos questionamentos. “Ele alegou questão da epidemia, na verdade a epidemia não é bem a covid-19. É a epidemia da covardia. Amarelou”.

O candidato do PSOL, Aécio Rodrigues, também não poupou críticas ao prefeito. “É um desafio muito grande. Tinha a esperança de debater com o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, temos muitos questionamentos ocultados que a população está querendo saber, mas infelizmente ele não está”.

Leia também

Deixe seu comentário!