Categorias se mobilizam para garantir aumento salarial na LDO de 2022

Os líderes trabalham para que o reajuste salarial seja adicionado por meio das emendas dos parlamentares

Os líderes dos servidores do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Sócio Educativo e o presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) articulam um reajuste salarial para as classes dentro da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, que está em processo de votação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Sócio Educativo, Paulo César de Souza, afirmou que a categoria busca equiparar com os proventos iniciais dos policiais. Atualmente, a categoria conta com 800 servidores distribuídos nas penitenciárias em todo o estado de Mato Grosso.

“Hoje a tabela deles [policiais] é 100% a mais que a nossa. O inicial deles é quase 6 mil e a nossa é 3 mil, com isso aí a gente quer chegar pelo menos próximo da deles para equiparar. Esse aumento é para melhorar a qualidade de vida do servidor. Pensa comigo, você trabalha dentro de um presídio, não ganha bem, você vai morar na periferia. Onde está o Comando Vermelho, o PCC? Na periferia. O servidor fica fragilizado, emocionalmente fica abalado, por ter a sua casa, a sua família próxima desses grupos. Não tem o mínimo de segurança. Então o servidor precisa ganhar um pouco melhor para morar em outro bairro, ter uma estrutura melhor para a sua família, para ele poder desenvolver o trabalho dentro dos presídios. Isso é o mínimo que o governador precisa olhar porque se não o servidor fica acuado”, disse.

Já com os servidores do Detran quem encampa a mobilização para aumento salarial é o próprio presidente do departamento, Gustavo Lobo. De acordo com Lobo, já teve reuniões com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e com o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, mas que o reajuste precisa constar dentro na peça orçamentária.

“É a pior categoria do estado é o Detran. É com os servidores do Detran. Nós já estamos fazendo um trabalho intenso junto a Assembleia e junto ao Governo. Já conversamos com o governador, o chefe da Casa Civil e todos eles são sensíveis a isso. E eles sabem o trabalho que o Detran vem fazendo”, disse.

“Hoje você entra no pátio do Detran e não tem mais nenhum carro ali dentro. Todo o trabalho foi feito por servidores do Detran. Nós não temos mais empresas sugando o Detran porque nós absorvemos esse serviço. Nós temos o apoio de todos para que os servidores tenham um reajuste salarial que é de extrema importância para o servidor do Detran. Não que os outros servidores não mereçam, mas nós ficamos defasados em relação as demais categorias que tiveram aumento recentemente”, reforça.   

A peça orçamentária de 2022 está na ALMT mas até o momento não foi colocada em votação em plenário. Na semana passada houve uma movimentação, mas a LDO não foi pautada.

Leia também

Deixe seu comentário!