As inscrições podem ser até às 17h e os deputados já foram informados

Eleição para nova Mesa Diretora da AL será amanhã às 19h; Max é cotado

Está prevista para essa terça-feira (23.02), às 19h, a eleição para a nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Segundo a assessoria do atual presidente, o deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), a inscrição das chapas para a disputa será até às 17h e os deputados já foram informados.

Os deputados seguem em reunião. As expectativas são quanto a definição do deputado estadual Max Russi (PTB) em encabeçar uma chapa para a disputa. O petebista estava como primeiro-secretário na composição suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi confirmada pelo deputado Thiago Silva (MDB). 

“Já era previsto, em razão de uma decisão do STF que acabou impedindo o Maia e o Alcolumbre. Entre os deputados a gente já esperava essa decisão. Há uma tendência, um movimento, para que o deputado Max vá para presidência e o presidente Botelho vá para secretaria geral. Os partidos estão conversando”, afirmou Thiago. 

Nos bastidores, é costurada uma possível chapa com Max Russi como presidente deve ter apoio do governador Mauro Mendes (DEM). Eduardo Botelho ocuparia a primeira-secretaria, Dilmar Dal Bosco (DEM) a vice-presidência e a deputada Janaína Riva a segunda-secretaria.

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) foi o primeiro a anunciar articulação para a presidência da Assembleia. “Se isso acontecer, não adiantou mudar nada. É engana trouxa, com todo respeito. Acho que todo mundo tem que ter condições e todos os deputados têm condições de administrar a ALMT da melhor forma. Não tem que ser só passar Max para presidente, Botelho para vice ou Janaina, isso não existe. Por que sempre tem que ser o mesmo grupo?”, indagou Fávero.

Na tarde desta segunda-feira (22,02), o ministro Alexandre Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu cautelar, suspendendo a reeleição de Botelho, acatando a uma  ajuizada pelo partido Rede Sustentabilidade.

Na ação, o partido argumentou o mesmo entendimento que proíbe reeleição para as mesas diretoras da Câmara e Senado. No ano passado, o STF proibiu que o deputado federal Rodrigo Maia (DEM) e o senador Davi Alcolumbre (DEM) tentassem reeleição. O argumento foi de que o artigo 57 e o artigo 27 da Constituição Federal vedam reconduções sucessivas.

A atual mesa diretora é composta por Botelho como presidente, Janaína Riva (MDB), como primeira-vice, Max Russi (PSB), como primeiro-secretário, além de Wilson Santos (PSDB), como segundo vice-presidente, Valdir Barranco (PT), como segundo-secretário, Delegado Claudinei (PSL), como terceiro-secretário e Paulo Araújo (Progressistas), como quarto-secretário.

Leia também

Deixe seu comentário!