perdeu um patrocinador durante a epidemia e, agora, vê o fornecedor de material não depositar R$ 9 milhões

Empresa atrasa pagamento e acende alerta no Flamengo, diz site

*metropoles

Um dos clubes do Brasil mais estruturados financeiramente na atualidade, o Flamengo acendeu a luz de alerta. Após decidir manter os pagamentos de forma integral no mês de março e prever situação controlada por até três meses de epidemia do novo coronavírus, o clube tem de lidar com o segundo imprevisto de patrocinador. Depois da saída do Azeite Royal, o Rubro-Negro vê a Adidas atrasar parcela de quase R$ 9 milhões, conforme divulga o site Globoesporte.com.

A fornecedora de material esportivo do clube teria que ter depositado R$ 8.862.875 no dia 1º de abril. Segundo o site, não o fez e também não justificou o atraso.

Embora ainda tenha a situação sob controle, o Flamengo ligou o sinal de alerta em meio à epidemia. No último dia 21, o clube perdeu o patrocínio de R$ 3 milhões da marca de azeite. O time carioca, porém, se diz respaldado pelo contrato e irá cobrar o pagamento na Justiça.

Leia também

Deixe seu comentário!