Eraí e Blairo estão no ranking do ‘rei dos hectares” do Brasil, Veja as colocações

Juntas, as empresas dos primos somam 841 mil hectares de área plantada em Mato Grosso
Foto: Reprodução

Eraí Maggi Scheffer, proprietário do grupo Bom Futuro, e ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi, do Grupo Amaggi, estão no top três do ranking dos “Reis dos Hectares” no Brasil, divulgado pelo Canal Rural. Juntas, as empresas dos primos somam 841 mil hectares de área plantada em Mato Grosso, o que corresponde a 8,4 bilhões de metros quadrados.

A SLC Agrícola que tem Matriz em Porto Alegre (RS), também ocupada um dos degraus no top 3, sendo o de segundo lugar.

Segundo o canal rural, o Grupo Bom Futuro planta em 583 mil hectares dentro de Mato Grosso e Erai é considerado o rei, já que está em primeiro lugar.  Maior produtor agrícola do país na atualidade, tem como carro-chefe a soja,  totalizando uma produção aproximada de 1,3 milhão de toneladas por safra

Com mais de 30 anos de atuação no Estado de Mato Grosso, a Bom Futuro possui 33 unidades centralizadoras de produção, sendo 21 Unidades de Beneficiamento e Armazenamento de Grãos, 9 Unidades de Beneficiamento de Algodão e 3 Unidades de Beneficiamento de Sementes.

Em segundo lugar está a SLC Agrícola, com uma área plantada de 468,2 mil hectares. É produtora de de soja, milho e algodão. A empresa possui 16 Unidades de Produção estrategicamente localizadas em 6 estados brasileiros que totalizaram 448.568 hectares no ano-safra 2019/20. No entanto, está em negociação a aquisição da Terra Santa, outro gigante do agro.  A SLC espera se tornar a maior produtora do Brasil, somando 601,5 mil hectares, caso o negócio seja concluído.

Em terceiro lugar está o Grupo Amaggi com 258 mil hectares plantados e atua na produção agrícola de soja, milho e algodão. Na safra 2020, foram mais de 1 milhão de toneladas de grãos e fibras produzidos em aproximadamente 258 mil hectares. Atualmente a Amaggi possui fazendas em Itiquira, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Querência e São Félix do Araguaia. (Com informações do Canal Rural)

Leia também

Deixe seu comentário!