Música escrita em 1980 é considera um 'hino da esquerda' e ainda não teve direitos liberados para uso sem autorização

Filho de Gonzaguinha acusa Abílio de usar música sem autorização

Por Felipe Leonel

O filho do cantor Gonzaguinha, Daniel Gonzaga, denunciou o candidato Abílio Brunini (Podemos) de usar música de propriedade de sua editora sem autorização. O cantor ainda disse ter tentando entrar em contato com a campanha do candidato à Prefeitura de Cuiabá, mas foi orientado a falar com o diretório estadual do partido, no Rio de Janeiro.

“Alô @podemos19 pode entrar em contato para tratar da utilização indevida da música “eu acredito é na rapaziada?", propriedade da minha editora. Todos os contatos que vocês passaram foram equivocados. Isso é contra a lei”, afirma o cantor, no Twitter.

Daniel Gonzaga também disse ter entrado em contato com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), por e-mail, mas ainda não obteve um posicionamento.

Cantor fez sequência de postagens no Twitter
Reprodução

A música é considerada um dos ‘hinos da esquerda', por ter sido escrita em 1980, no auge da ditadura militar e ainda não teve seus direitos autorais liberados para uso.

A lei brasileira sobre direitos autorais prevê que os direitos patrimoniais do autor falecido têm o prazo de 70 anos, a partir do primeiro dia do ano seguinte da morte. Como Gonzaguinha morreu em 1991, a canção só iria para o domínio público em 2062.

Leia também

Deixe seu comentário!