França, Itália, Alemanha e Espanha param de aplicar vacina da AstraZeneca

Vacina acumula relatos de formação de coágulos em pessoas

Três dos principais países da União Europeia, a França, a Itália e a Alemanha anunciaram nesta segunda-feira (15) a suspensão do uso da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a covid-19.

O motivo para a interrupção das aplicações com o imunizante anglo-sueco são os relatos de formação de coágulos em pessoas que foram vacinadas.

A suspensão deverá se manter até que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) se posicione sobre a utilização da vacina.

"A decisão foi tomada (...) de suspender a vacinação da AstraZeneca por precaução e esperamos retomá-la rapidamente se a recomendação da EMA permitir", disse Emmanuel Macron, presidente da França.

Outros países europeus, como Dinamarca, Noruega e Islândia também suspenderam o uso da vacina da AstraZeneca.

O Brasil ainda não confirmou oficialmente casos de coágulos em pessoas que foram imunizadas com a vacina, logo, não emitiu nenhum posicionamento sobre uma possível suspensão do uso.

Atualização às 13h45: a Espanha foi mais um país europeu que anunciou a suspensão das aplicações da vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford/AstraZeneca.

Leia também

Deixe seu comentário!