O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira.

Gisela cita corrupção e anuncia apoio a Abílio no segundo turno

THAIZA ASSUNÇÃO E LISLAINE DOS ANJOS

A ex-superintendente do Procon, Gisela Simona (Pros), declarou apoio ao candidato Abílio Junior (Podemos) no segundo turno das eleições para prefeito de Cuiabá.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (19), em um hotel da Capital.


Midia News

O apoio de Gisela  tem um peso importante na disputa já que ela ficou em terceiro lugar no primeiro turno, recebendo 52.191 votos. 

Abílio encara a corrida pelo Palácio Alencastro com o atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB).

“Nunca fui uma pessoa extremista ou radical. Resolvi ouvir de forma democrática os dois candidatos. Falamos do que achamos ser importante no nosso plano de governo e eles dois viram o que era possível acolher do nosso plano de governo. Se fosse uma decisão individual, a neutralidade seria o melhor caminho”, disse. 

 “Mas eu tenho uma responsabilidade com Cuiabá. Analisando a conversa que tivemos com os dois candidatos, chegamos a uma decisão coerente de construir uma nova história para Cuiabá. Dentro disso temos que o diagnóstico hoje, da nossa cidade, é de presença de corrupção na atual gestão. Defendemos como pilar no nosso plano de governo o combate à corrupção. A honestidade é um valor intransigível”. 

Gisela afirmou que o principal empecilho para apoiar o atual prefeito são os casos de corrupção que envolvem a atual gestão, além do chamado "Escândalo do Paletó".

"Defendemos como pilar no nosso plano de governo o combate à corrupção. A corrupção mata as pessoas. Hoje há pessoas que morrem esperando por cirurgias, porque há desvio de dinheiro público”, afirmou. 

Exigências para apoio

Gisela fez algumas exigências para apoiar Abílio na nova etapa do pleito. Entre elas, a manutenção da Secretaria da Mulher e do Conselho da Cultura.

“Falamos para Abílio o que nos desagradava no plano dele. Falamos da importância da Secretaria da Mulher e ele se comprometeu a manter a Pasta e acatar o nosso plano de Governo em relação às mulheres. Estamos aqui dizendo que jamais o apoiaríamos se não houvesse essa retratação pública”, disse.

“A dissolução do Conselho da Cultura também foi discutido. Tivemos o compromisso dele de que o conselho não será extinto. Haverá diálogo e até mesmo uma reformulação, mas jamais uma decisão que desvalorize ou desestruture a cultura na nossa cidade”, falou.

Outra exigência de Gisela foi em relação ao tratamento do candidato com os servidores públicos municipais.

“Abílio foi sensível ao reconhecer o erro no tratamento do servidor público. Dentro desse contexto, temos um candidato a prefeito que tem maturidade para reconhecer seus erros. Ele comprometeu que qualquer decisão em relação aos servidores será tomada com diálogo”, completou. 

Gisela frisou que não conversou com Abílio sobre assumir algum cargo na Prefeitura caso ele ganhe a eleição. “Hoje o nosso foco é combater a corrupção”, afirmou.  

Leia também

Deixe seu comentário!