Além disso, um adolescente que também está envolvido no crime teve a internação deferida.

Justiça mantém presos acusados de matar jovens em chacina em Lucas

Por Mídia News

A Justiça de Mato Grosso converteu a prisão em flagrante para preventiva dos três acusados de cometer a chacina em Lucas do Rio Verde (350 km de Cuiabá), que tirou a vida de quatro jovens no último final de semana.

Além disso, um adolescente que também está envolvido no crime teve a internação deferida pela comarca de Lucas.

A informação foi confirmada pelo delegado Marcelo Carvalho, que está à frente das investigações. De acordo com ele, mais pessoas ainda devem ser ouvidas nos próximos dias.

Foram mortos Diego Luiz Jantsche, de 30 anos, Daniel Oliveira Gonçalves, de 22, Ricardo Junior Campos José, 23, e Iago Vitor, de 22. 

A suspeita para a motivação dos homicídios ainda não foi esclarecida, mas a principal suspeita é de envolvimento com tráfico de drogas.

Conforme informações do investigador Wlademir Mesquita, em coletiva realizada no último sábado (29), os criminosos tinham apenas um alvo e os outros três jovens estavam “no local errado, na hora errada”.

“Tudo leva a crer que era para ceifar a vida apenas de uma pessoa. As outras acabaram por perder a vida por estar no local errado, na hora errada. Talvez pudesse até ter um número maior de vítimas caso eles tivesse mais munições”, disse. 

De acordo com a Polícia, a casa onde ocorreram os homicídios não era usada para tráfico de drogas e teria sido alugada recentemente por uma das vítimas, que havia acabado de terminar um relacionamento.

 

O crime

De acordo com o boletim de ocorrência, as vítimas estavam em uma residência bebendo e fumando narguile quando foram surpreendidos por dois homens armados, que invadiram o local.

Os criminosos mandaram as vítimas deitarem no chão e pediram celulares e chaves de carro. Em seguida, eles efetuaram diversos tiros na cabeça dos rapazes e fugiram com a ajuda de outros dois comparsas.

A Polícia Militar foi acionada e constatou a morte de uma das vítimas ainda no local. Os outros três foram encaminhados para o Pronto-Socorro, mas não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.

Durante perícia no local do crime, a Polícia Civil encontrou 15 comprimidos de ecstasy e 10 porções de maconha.

A Polícia apreendeu na casa de um dos suspeitos, o carro usado para a fuga após a chacina, além de uma arma com seis munições intactas.

Leia também

Deixe seu comentário!