Live do Gustavo Lima vira alvo de inquérito no Ministério Público em Mato Grosso

A live 'O Embaixador no Agronegócio' foi realizada em Primavera do Leste.
Foto: Reprodução

A promotora de Justiça Carla Marques Salati instaurou inquérito para apurar eventual descumprimento do Decreto Municipal nº2.055/2021 e art.268 do Código Penal na live “O Embaixador no Agronegócio” realizada no sábado (01/05), na Fazenda Iberê, em Primavera do Leste.

Conforme a portaria de instauração do inquérito, publicada nesta segunda-feira (06/05), a promotora mandou oficiar o prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin (MDB), o coordenador de fiscalização da prefeitura, Amarildo de Jesus Martins, “requisitando informações, no prazo de dez dias, acerca da realização do evento intitulado de “live O Embaixador no Agronegócio”.

A promotora mandou oficiar também o representante da Empresa Sandrinn Shows e Eventos Eireli para prestar esclarecimentos sobre o evento.

Na portaria a promotora faz uma série de questionamentos. Dentre eles, se havia alvará para realização do evento, encaminhar o nome do proprietário da Fazenda em que foi autorizada a realização do evento, qual a fonte de recursos utilizadas para custeio da estrutura montada para realizar o evento e o pagamento do cantor Gustavo Lima e quais as autoridades foram comunicadas sobre a realização do evento?

Centenas de pessoas se aglomeraram durante a live do cantor. O show foi transmitido pela internet e pôde ser assistido de perto por vários convidados, patrocinadores e empresários no milheiro de uma fazenda.

Nas imagens, que viralizaram nas redes sociais, é possível ver diversas pessoas circulando livremente sem o uso da máscara em uma espécie de “camarote”. A estrutura foi montada em frente ao palco onde o cantor se apresentava.

O evento chamado de "O Embaixador no Agronegócio 2" foi produzido por uma empresa goiana para 180 espectadores. Contudo, registros feitos pelos próprios convidados mostraram uma realidade totalmente diferente.

A prefeitura de Primavera do Leste informou que o evento seguiu as normas de restrições de pessoas máximas do local, encerrou antes do toque de recolher e que o prefeito compareceu como anfitrião e agradeceu ao cantor por escolher a cidade. A prefeitura não teve envolvimento com a organização. Ainda, segundo a assessoria, não foram registradas denúncias às equipes de fiscalização referente ao evento.

 

Leia também

Deixe seu comentário!