Conhecido como Marcello Negão, ele substitui o general Décio Brasil, que estava no cargo desde abril de 2019

Padrinho de casamento de Flávio Bolsonaro, vai assumir secretaria de esportes

*Por Globoesporte.com — Brasília

Padrinho de casamento de Flávio Bolsonaro, Marcelo Magalhães vai assumir secretaria de esportes do governo

Reprodução

Nomeado por Jair Bolsonaro (sem partido) para o Ministério da Cidadania no último dia 13, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) decidiu trocar o secretário de esportes do governo. No lugar do general Décio Brasil, que foi exonerado, assume Marcelo Reis Magalhães, conhecido como Marcello Negão.

A informação foi inicialmente divulgada pela coluna "Radar", da revista "Veja", e publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (28). Marcello Negrão possui relação estreita com a família de Jair Bolsonaro - ele foi padrinho de casamento do senador Flávio Bolsonaro (sem partido), filho do presidente.

Marcello será o terceiro secretário de esportes no governo de Bolsonaro em pouco mais de um ano de mandato. Antes de Décio Brasil, o também general Marco Aurélio Vieira ocupou o cargo, mas foi substituído em abril de 2019.

Algumas das principais atribuições de Marcelo no novo cargo passam por promover a aproximação do presidente aos atletas olímpicos, paralímpicos, amadores e estudantes, além de ser responsável pelo futuro das arenas do Parque Olímpico.

Anteriormente, Marcello Negão havia sido indicado como responsável pelo legado das Olimpíadas, no cargo de diretor do chamado Escritório de Governança do Legado Olímpico (EGLO). A entidade tem como função cuidar das estruturas que foram usadas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, como o Parque Olímpico da Barra e o de Deodoro.

Com a chegada de Onyx Lorenzoni para o Ministério da Cidadania, iniciou-se um processo de mudança em alguns desses postos - é possível que outros cargos tenham seus secretários modificados.

Marcelo Magalhães é formado em jornalismo, mas nunca trabalhou na área. Porém, possui relação com diversos nomes olímpicos por ter atuado com gestão de atletas - ele já foi empresário das gêmeas Bia e Branca, do nado sincronizado.

Leia também

Deixe seu comentário!