A posição do PDT contrasta com a decisão da ex-candidata Gisela Simona, que optou por declarar apoio a Abílio Júnior.

PDT fica neutro na disputa e libera filiados

Por Khayo Ribeiro

O maestro Fabrício Carvalho (PDT) afirmou que o partido não apoiará nenhum dos dois candidatos que disputam a Prefeitura de Cuiabá, uma vez que os projetos de governo não representam a legenda. Porém, a sigla liberou seus filiados para se posicionarem livremente diante da disputa.

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (19), o maestro, que concorreu ao Palácio Alencastro como vice de Gisela Simona (Pros), fez um apelo para que a população não anule o voto na disputa, garantindo assim o exercício pleno da democracia.

Presidente do PDT nacional coloca maestro como pré-candidato à prefeitura  de Cuiabá – Só Notícias
Foto: Marcus Mesquita

"Olá meus amigos, passando para agradecer os 52.191 votos que tivemos no primeiro turno junto com a Gisela. Em função de uma proposta moderna, uma proposta trabalhista, uma proposta que pudesse dar vazão ao que a gente acredita que seja uma Cuiabá melhor para todos", disse o maestro.

"Entendemos que nenhum das duas candidaturas representa o que diz os princípios programáticos do nosso partido. Porém, é importante dizer que nós temos posição, sim, mesmo que a posição seja dizer que não vamos apoiar nenhuma das duas candidaturas", acrescentou.

A posição do PDT contrasta com a decisão da ex-candidata Gisela Simona, que optou por declarar apoio a Abílio Júnior (Pode) na disputa. Conforme divulgado pelo portal , a ex-superintendente do Procon afirmou que a corrupção mata, fazendo alusão ao atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) - que tenta reeleição.

Leia também

Deixe seu comentário!