O processo de convocação de aprovados em concurso da pasta já foi iniciado e 300 aprovados devem ser convocados em breve.

Prestes a deixar a Seduc, secretária adia convocação de concurso

Por Jéssica Bachega

Prestes a deixar a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Marioneide Kliemaschewsk afirma que em breve a pasta irá convocar 300 aprovados no concurso público de 2017. O processo, que já era para ser encerrado ainda em outubro, ganha um novo capítulo e a previsão de convocação ainda este ano. A secretária fica no cargo até sexta-feira (30).

O processo de convocação de aprovados em concurso da pasta já foi iniciado e 300 aprovados devem ser convocados em breve. Segundo Marioneide, apesar da vontade de fazer a convicação, não haverá tempo para que o ato ocorra ainda sob sua gestão.

“Antes da saída não. Já fizemos todo o processo de organização para o chamamento. O processo todo está ‘startado’. Estamos esperando a finalização de algumas burocracias junto ao MT Prev e em breve serão chamados. É uma decisão que já foi tomada e é só questão de tempo para o governo chamar”, explica.

A secretária fica no cargo até 30 de outubro e, logo em seguida, o adjunto da pasta, Alan Porto, assume a chefia da Secretaria. “Foi uma decisão muito bem pensada e estruturada para mim. É o momento de alçar outros voos. Nesse momento, acho que deixe a Seduc com a casa organizada para as outras coisas que irão acontecer”.


Marioneide relata que foram anos de muitos desafios. No primeiro havia dívidas pendentes que precisavam ser quitadas, no segundo a pasta enfrentou longa greve de servidores e, agora em 2020, as aulas foram suspensas por conta da pandemia de covid-19.


“É o momento de pensar um pouco mais em mim, na família, e deixar seguir o fluxo natural. Quem fica no meu lugar é o Alan Porto, que sabe bem o que é a Seduc e as medidas que devem ser adotadas. A continuidade é o princípio fundamental da educação quando você acredita que a educação é de Estado e não de governo”, destaca.

Leia também

Deixe seu comentário!