Relator afirma que CPI estima prejuízo de R$ 30 milhões em medicamentos

O vereador Paccola informou que somente com o contrato com empresa de gestão logística foi firmado em R$ 19,2 milhões

O vereador coronel Paccola (Cidadania), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos na Câmara de Vereadores de Cuiabá, afirmou nesta quinta-feira (29.07) que o prejuízo em relação a situação dos medicamentos vencidos ou extraviados está estimado na ordem de R$ 30 milhões.

“Prejuízo estimado em 18 milhões de reais em medicamentos. Foi feito um preço em média. Somados 11 milhões que foi pago para a empresa, já dá uma ideia de possível prejuízo na ordem de R$ 30 milhões”, disse.

Paccola ressaltou que na primeira fase da CPI foi analisado a viabilidade ou necessidade real da contratação de empresas de gestão logísticas e de gestão sistêmica, com principais alvos de investigação os contratos de duas empresas, a Norge Pharma e Log Lab.

“Então, estão sendo encaminhadas para o Ministério Público e uma certeza que nós temos é a injustificada contratação da empresa Norge Farma com os documentos apresentados pelo secretário Luiz Possas na época. Ele fez a contratação de uma empresa de auditoria externa, no caso de Minas Gerais, para ir no CEDEMIC, porque ele relata que existe um problema lá de desperdício de medicamento, tanto de extravio quanto de vencimento. Essa auditoria contratada por 141 mil reais descobre dentro do CEDEMIC, de 152 mil reais de prejuízo entre medicamentos vencidos ou extraviados”, disse.

“A partir daí ele justifica a contratação de uma empresa de gestão para o CEDEMIC, nós saímos de um prejuízo de 152 mil reais para uma empresa de R$ 19,2 milhões ao ano. É completamente ilógico e inviável. A licitação demonstra um claro direcionamento ao colocar dentro do edital que somente essa empresa poderia cumprir os requisitos do edital”, destaca.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos ouve na próxima semana a ex-secretária de Saúde da Capital Elizeth Lúcia de Araújo, e ainda o servidor Renault Tedesco de Carvalho, farmacêutico de carreira da pasta.

As oitivas estão marcadas para segunda-feira, dia 02, às 14 horas e as 16 horas, respectivamente. Elas ocorrerão de forma presenciais e serão transmitidas ao vivo.

Leia também

Deixe seu comentário!