Vice-governador Otaviano Pivetta é acusado de agredir esposa

Caso foi registrado na delegacia de Itapema, em Santa Catarina, no começo deste mês

Uma acusação de agressão contra o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta (sem partido) foi registrada na delegacia de Itapema, em Santa Catarina, pela esposa, Viviane Cristina Kawamoto Pivetta. As agressões teriam acontecido em um apartamento que o casal estava no dia 7 de julho.

De acordo com o protocolo da ocorrência policial nº 6802019, Viviane apresentava vermelhidão no rosto, braços e pernas quando foi até a delegacia junto com o vice-governador.

Em uma versão, a esposa disse à polícia que Pivetta a agrediu e ainda bateu com sua cabeça no sofá algumas vezes. Quando foi questionado pelos policiais, o vice-governador afirmou que a esposa mordeu a mão dele, mas que em nenhum momento agrediu ela.

Porém, quando foram informados que seriam levados para a delegacia, Viviane deu outra versão aos militares.

Segundo a Polícia, ela disse que apenas houve uma discussão e que não queria mais registrar o Boletim de Ocorrência, no entanto, como ela já declarado que havia sido agredida e estava com vermelhidão pelo corpo, a orientação foi continuar com ao registro da ocorrência. O casal foi levado para a Delegacia de Polícia, onde o caso foi registrado. 

Outro lado
Em nota, o vice-governador Otaviano Pivetta e a esposa informam que o desentendimento se tratou de uma discussão de casal e o boletim de ocorrência registrado não condiz com o que realmente ocorreu. "Otaviano e Viviane tem o mesmo defensor, que já está atuando para arquivar o caso. Por ser uma questão pessoal, o casal informa que o caso diz respeito apenas ao âmbito familiar", diz trecho da nota. 

Leia também

Deixe seu comentário!