Ela se solidarizou a ex-servidora que fez a denúncia.

Virgínia Mendes cobra providências sobre denúncia de assédio no Indea

A primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, publicou em suas redes sociais, nesta quarta-feira (13.01), nota de repúdio e solicitou providências do governador Mauro Mendes (DEM), quanto a denuncia de assédio sexual envolvendo o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea).  Ela se solidarizou a ex-servidora que fez a denúncia.

“É lamentável que este tipo de caso de violência ainda ocorra nos ambientes de trabalho e não podemos nos calar, por isso me solidarizo com a vítima e reforço que durante a nossa gestão esse tipo de situação não será tolerada e nem ficará impune”, publicou a primeira dama, com uma foto onde aparece com o X vermelho na mão, sinal da Campanha Nacional de Violência Doméstica.

Além do repúdio a qualquer forma de assédio ou abuso contra a mulher, Virginia reafirmou o compromisso da gestão em combater esse tipo de conduta. “É preciso que todos atuem no combate à violência contra mulher”.

Denúncia no Indea

A ex-servidora, de 19 anos, registrou boletim de ocorrência acusando o presidente do Indea-MT,  Marcos Catão Dornelas Vilaca, de assédio sexual. O fato teria ocorrido em novembro e o boletim foi registrado nesta terça-feira (12.01). Ela era servidora do Indea e pediu demissão.

Leia também

Deixe seu comentário!